Contador de Visitas
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2015
Momento de Poesia

Aquilo que não fomos

 

Ninguém tem culpa

daquilo que não fomos.

Não ouve erros.

Nem cálculos falhados.

Sobre a estipe de papel;

Apenas não somos os calculistas.

Porem os calculados.

Não somos os desenhistas.

Mas os desenhados.

E muito menos escrevemos versos.

E sim somos escritos.

Ninguém é culpado de nada.

Neste estranhar constante.

Ao longe uma chuva fina.

Molha aquilo que não fomos...

 

  

Nascemos para Amar

 

Nascemos para amar; a Humanidade

Vai, tarde ou cedo, aos laços da ternura.

Tu és doce atractivo, ó Formosura,

Que encanta, que seduz, que persuade.

 

Enleia-se por gosto a liberdade;

E depois que a paixão na alma se apura,

Alguns então lhe chamam desventura,

Chamam-lhe alguns então felicidade.

 

Qual se abisma nas lôbregas tristezas,

Qual em suaves júbilos discorre,

Com esperanças mil na ideia acesas.

 

Amor ou desfalece, ou pára, ou corre:

E, segundo as diversas naturezas,

Um porfia, este esquece, aquele morre.

 

Bocage, in 'Sonetos'

 

 

publicado por Alegria às 22:00
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Album de Sabedoria

. Album de Sabedoria

. Provéfbios e adivinhas

. Provéfbios e adivinhas

. Proverbios e Adivinhas

. Provérbios e Adivinhas

. Album de Sabedoria

. Album da Sabedoria

. Album da sabedoria

. Album de Sabedoria

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds