Contador de Visitas
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2015
Momento de Poesia

aHvW6f.jpg

 

 

 

Passei o Dia Ouvindo o que o Mar Dizia

 

Eu hontem passei o dia

Ouvindo o que o mar dizia.

Chorámos, rimos, cantámos.

Fallou-me do seu destino,

Do seu fado...

Depois, para se alegrar,

Ergueu-se, e bailando, e rindo,

Poz-se a cantar

Um canto molhádo e lindo.

O seu halito perfuma,

E o seu perfume faz mal!

Deserto de aguas sem fim.

Ó sepultura da minha raça

Quando me guardas a mim?...

Elle afastou-se calado;

Eu afastei-me mais triste,

Mais doente, mais cansado...

Ao longe o Sol na agonia

De rôxo as aguas tingia.

«Voz do mar, mysteriosa;

Voz do amôr e da verdade!

- Ó voz moribunda e dôce

Da minha grande Saudade!

Voz amarga de quem fica,

Trémula voz de quem parte..

E os poetas a cantar

São echos da voz do mar!

 

António Botto, in 'Canções'

 

 

publicado por Alegria às 17:50
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Album de Sabedoria

. Album de Sabedoria

. Provéfbios e adivinhas

. Provéfbios e adivinhas

. Proverbios e Adivinhas

. Provérbios e Adivinhas

. Album de Sabedoria

. Album da Sabedoria

. Album da sabedoria

. Album de Sabedoria

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds