Contador de Visitas
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014
Momento de Poesia

 

A Cabreira : Texto extraido do livro "As Pupilas do Sr. Reitor de
Julio Dinis - 1863    (Continuação)
 
   Nunca a tinha visto antes
No seu rebanhoa a pastar,
E foi a fazer-lhe festa...
E foi para a afagar...
   Eis vai a cabra fugindo
Pelos vales sem parar;Ia a cabreira atrás dela
Mas não a pôde alcançar.
   E andaram assim três dias
E três noites, sem parar!
Até que às portas de uns paços
Afinal foram parar.
   Chorava o rei e a rainha
Há dez anos sem cessar,
Que lhe roubaram a filha
Numa noite de luar.
   E dez anos são passados
Sem mais dela ouvir falar,
Eis chega a cabreira à porta,
À porta se foi sentar.
   "Ai que bonita cabreira
"Que lá em baixo vejo estar!
"E uma cabra toda branca"Quem nem se deixa fitar.
   "Meus criados e escudeiros
"Ide a cabreira buscar"
Isto dizia a rainha,
Este foi o seu mandar.   (Continua)
 
 
 
 
 
  
 
  
  
 
 
  
publicado por Alegria às 21:04
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Album de Sabedoria

. Album de Sabedoria

. Provéfbios e adivinhas

. Provéfbios e adivinhas

. Proverbios e Adivinhas

. Provérbios e Adivinhas

. Album de Sabedoria

. Album da Sabedoria

. Album da sabedoria

. Album de Sabedoria

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds