Contador de Visitas
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2015
Lendas da nossa terra

56631457.jpg

 

A mártir e a cruz de Pedroso

 

  Naqueletempo em que os mouros avançavam para norte, arrasando quanto encontravam

pelo caminho, não respeitando nada nem ninguém, conta a lenda que junto ao rio Om

havia um convento com meia centena de jovens monjas.

A Madre abadessa chamava-se Comba e andava preocupadíssima com as noticias alarmantes

da proximidade das hordas do rei Almançor.

Almançor tomou a cidade de Coimbra e continuou a avançar, acabando por chegar às cercanias

do convento.

As monjas rezavam, tomadas de medo. De repente, ouviram fortes pancadas no portão.

Foi a própria abadessa a dirigir-se ao postigo a espreitar quem era. E viu um jovem mouro,

Aben Abdailah. Perguntou-lhe o que queria, e ele disse, em nome de Almançor,

que os mouros estavam autorizados pelo seu Rei a tomarem para si as monjas daquele convento.

Soror Comba respondeu que seria melhor que as matassem a todas, respondendo-lhe Aben que não destruiriam

o que lhe poderia servir.

E, estendendo o braço, descobriu o rosto da abadessa, vendo que era uma bela jovem, jurando no seu ìntimo

que ela seria sua.

E entraram os mouros pelo convento dentro, ficando muito excitados com a beleza da maioria das monjas.

Mas, a um sinal da abadessa, as monjas sacaram de punhais e cravaram-nos nos seus corações.

Aben fugiu, horrorizado, chamando  Almançor. Este furioso, perguntou porque não as tinham matado logo.

  Mas já nada havia a fazer. Os milagres e o martírio de Comba ficaram na memória das gentes dali.

E não tardou que se formasse uma povoação perto do convento com o nome de Santa Comba, Porém,

para não se confundir com o nome de Santa Comba do Alentejo, chamaram-lhe  Santa Comba de Om.

Com o tempo, passou a Santa Comba Dão. Mas, possivelmente, não saberão o acontecido no

cruzamento do antigo caminho da Gestosa-Pregoinho, ainda no atual concelho de Santa Comba Dão, com

a velha Estrada Real, de que ainda há vestígios. Pois conta a lenda que um comerciante, homem de

grandes cabedais, ia a cavalo por aquele caminho e foi vitima daquilo que se poderá chamar

"forças estranhas e incontroláveis". Caindo do cavalo, o homem já não conseguia subir para a sela

A besta relinchava e erguia as patas da frente.

 O comerciante viu ali perto a capela de Nossa Senhora da Graça e implorou-lhe auxílio. O cavalo

acalmou e obedeceu-lhe. Então, o cavaleiro mandou erguer ali um cruzeiro que, enquanto durou,

foi conhecido por da Cruz da Pedrosa. E para a Senhora da Graça comprometeu-se mandar anualmente

60 alqueires de trigo e um cento de esteios de pinheiro para feijões. Não só ele cumpriu como os seus

descendentes de várias gerações!

Já na freguesia de Pinheiro de Ázere, na margem do Mondego, fica a capela da Senhora do Pranto.

A imagem, conta a lenda, foi achada entre rochedos por uns caçadores num lugar que passou a ser

o Monte da Senhora.

 

 

publicado por Alegria às 20:37
link do post | comentar | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Album de Sabedoria

. Album de Sabedoria

. Provéfbios e adivinhas

. Provéfbios e adivinhas

. Proverbios e Adivinhas

. Provérbios e Adivinhas

. Album de Sabedoria

. Album da Sabedoria

. Album da sabedoria

. Album de Sabedoria

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

.favoritos

. Momento de Poesia

.links
contador de visitas gratis
Contador de Visitas
blogs SAPO
.subscrever feeds